24 C
Aracaju
sexta-feira, setembro 24, 2021

SINTRADISPEN/SE divulga CARTA ABERTA

Relacionadas

CARTA ABERTA AOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

O SINTRADISPEN-SE, vem por meio desta informar aos meios de comunicação televisada, falada e escrita nosso posicionamento acerca da possível Reintegração de Posse noticiada nos meios de comunicação desta cidade nos últimos dias:

Faz saber que:

Toda esta situação foi provocada pelo SINDIPEN/SE, que através do Ministério Público, ingressou com uma Ação Civil Pública, noticiando de forma equivocada que a SEJUC esbanja o erário na manutenção do contrato junto a Reviver – Administração Prisional Privada que atualmente gerencia a Unidade Prisional do COMPAJAF (Complexo Penitenciário Advogado Antônio Jacinto Filho) localizado no bairro de Santa Maria, nesta.

Ocorre que:

Durante todo o tempo em que a Reviver está a frente daquela Unidade, os serviços ali prestados, são de altíssima qualidade, fato este incontroverso. Pois as intercorrências existentes foram mínimas ou quase nenhuma.

A capacidade de gerenciamento dentro da Unidade Prisional é vista e elogiada pela sociedade como num todo, onde além de garantir o que prevê a LEP (Lei de Execução Penal), estão garantidos também a integridade moral e física dos internos, a conservação e manutenção da Unidade Prisional bem como o inteiro compromisso do que reza no contrato entre SEJUC e Reviver.

O que aqui não pode ser desmerecido, é o alto nível de treinamento dos colaboradores ali presentes, isto porque ao longo desses 06 (seis) anos em que ali estão, o desempenho de suas atividades tem demonstrado que muito diferente do que pregoa o SINDIPEN/SE, há fortíssimo senso de responsabilidade e seriedade nas atividades laborais.

Não há nenhum tipo de usurpação de função pública, mas é fundamental consignar que pela falta de material humano estatutário naquele setor, os Agentes Disciplinares Prisionais da Reviver, desempenham com louvor o que lhes é determinado.

Consigne-se que o COMPAJAF, é uma Unidade Prisional, que mesmo tendo à frente uma terceirizada, não há informativo ou notícias de que a “cadeia” seja dominada por internos, que usam celulares, posam para fotos e até mesmo determinam o que deve ou não ser feito, NÃO HÁ NENHUM TIPO DE CONIVÊNCIA dos Agentes Disciplinares com os que ali cumprem suas penas.

Não obstante, a ISO 9000 concedeu pela quarta vez, título de excelência em prestação de serviço.

O que se deseja saber no momento é:

O afastamento da Reviver daquela Unidade Prisional, daria continuidade a uma prestação de serviço de qualidades, haja vista a quantidade de material humano do servidores do estado ?

O que seria das mais de 200 famílias dos colaboradores que ali atuam?

O que ganha a sociedade e o estado, com o rompimento do contrato ?

É perceptível que a suposta Reintegração de Posse, visa tão somente, atender interesse de cunho pessoal.

Faz-se necessário que num momento como este, a sociedade, bem como as autoridades notabilizem que, dada aos crescentes casos de dificuldade que atravessa o sistema carcerário, o COMPAJAF, ainda detém com o apoio do Governo do Estado de Sergipe, uma altíssima qualidade na prestação de serviço que lhes foi outorgado.

Últimas Notícias